Dragon ball B.T.U

O Universo não é o limite

Episódio 106: O Aviso do Fim do Mundo

Posted by gabrielr15 em novembro 6, 2011

A “coisa” se mexeu.

Não havia outra forma de definir aquilo. Era completamente amarela, e tinha uma forma humanóide, mas não parecia ser um ser vivo.

E emanava uma grande quantidade de “ki”. Menos substancial como dissera Nº 10, parecia que faltava alguma coisa…

(??????) – Olá terráqueos…

(Nº 10) – Quem é você?

(??????) – Eu sou uma imagem de ki criada para dar uma mensagem aos guerreiros da Terra, meu caro Nº 10.

Todos ficaram surpresos. Ninguém sabia que se podia criar uma imagem de ki para transmitir mensagens. Mas o Nº 10 foi o que ficou mais surpreso.

(Nº 10) – Como sabe o meu nome?

(??????) – Eu sei tudo sobre você… Cada pequeno minuto de sua vida. Desde o momento que abriu os olhos em Cynderon e viu o Dr. Cynder e Nº 15 observando-o até o exato momento de agora. Cada detalhe eu vi. Não só os seus, mas o de todas as pessoas desse planeta e de todos do universo, em especial aqueles que possuem quantidade sobre-humanas de ki.

Dai-Kaioshin apareceu.

(Dai-Kaioshin) – Pensei que fosse proibido aos guardiões se comunicarem com os seres do universo…

(??????) – Salvo situações especiais, como quando Goku foi ao centro do ki e quando escreveram numa pedra o perigo do fim do universo e deixaram no planeta supremo e como agora.

(Nº 10) – Estou perdido você é???

(Master) – Sou Master, filho de Omega, irmão de Slave e guardião do centro do ki. O ser mais onisciente do universo conhecido, uma vez que meu pai e meu irmão já partiram para sempre.

Todos os presentes ficaram extremamente honrados em escutar o guardião do centro do ki. Não era uma coisa que acontecia todos os dias. Pelo menos os adultos, os dois garotos estavam completamente perdidos na história.

(Niko) – Bom, se está aqui, ou alguma coisa muita boa ou muito ruim aconteceu ou vai acontecer.

(Master) – Vai acontecer. E é ruim.

(Yuki) – Como eu disse, ô planetinha pra ser imã de problemas que é o nosso hein?

(Gorin) – Eu acho que o imã de problemas somos nós, os guerreiros da Terra.

(Master) – Eu não tenho muito tempo. A questão é que Slave foi apenas um dos perigos que este universo já enfrentou. A muito tempo atrás, antes mesmo de eu mesmo existir, houveram cinco criaturas que disseminaram o caos no universo.

(Piccolo) – Quais?

(Master) – Eles tinham vários nomes, alguns os chamavam de Os Guerreiros do Apocalipse, mas eles mesmos se autodenominavam de outra forma… Os guerreiros imortais.

(Nº 10) – Me desculpe, mas quando você diz imortal, quer dizer que eles se autodenominavam assim porque ninguém conseguia vencê-los, ou…

(Master) – Ou. Exatamente, eles eram verdadeiramente imortais, ao contrário de mim que se eu morrer posso voltar a vida, eles nunca morrem, se forem consumidos em ki em combustão, seus corpos se regeneram mais rápido do que o ki queima eles.

(Yuki) – Mas se existiam criaturas assim, como elas foram derrotadas?

(Master) – Essa é a questão, elas não foram. Como era impossível destruí-las, elas foram aprisionadas para todo o sempre, ou pelo menos até o fim do universo. Ao contrario de todos os seres vivos, eles dependem do universo, eles não podem existir em nenhuma outra dimensão que não seja o universo.

(Gorin) – Deixa eu adivinhar, eles se soltaram ou foram libertados.

(Master) – Um deles foi libertado. Cada um deles foi aprisionado em pontos diferentes do universo. Foi construído um planeta em torno de cada um para escondê-los. Seraphium está livre no universo, mas o problema maior não é Seraphium, foi quem o libertou.

(Nº 10) – Quem?

(Master) – O filho de Slave.

Todos se sobressaltaram e ficaram em estado de choque. Slave tinha um filho?

(Nº 10) – Mas Slave foi destruído, e pelo o que sei ele ficou preso até antes de entrar em combate conosco…

(Master) – Ele ficou livre durante um ano e meio antes de atacar a Terra. Nesse meio tempo ele encontrou uma mulher chamada Levinda que estava aprisionada em um planeta e a engravidou para poder gerar um descendente que pudesse acompanhá-lo em sua busca por aquele que poderia destruir o universo e, no caso dele falhar, que o vingasse e continua-se sua busca.

(Nº 10) – E onde ele está agora?

(Master) – Procurando pelo segundo imortal.

(Gorin) – Por que?

(Master) – A lenda diz que antes de serem aprisionados os cinco juraram vingança contra todos os seres do universo e disseram que quem os libertasse receberia a vida eterna. O filho de Slave quer ser imortal.

(Yuki) – Não podemos deixar…

(Master) – Seraphium está vindo para a Terra. Vocês devem aprisionar ele, ou usar o único meio que eu conheço para matá-los…

(Nº 10) – Qual?

(Master) – Vocês devem usar Sheng Long do planeta Mil para forçar o manto da imortalidade dele por um segundo que seja para fora e então eliminá-lo ou mandar ele diretamente para o outro mundo. Vocês devem entender que para isso ocorrer, eles precisam estar real e verdadeiramente inconscientes, pois se eles estiverem conscientes, Sheng Long poderá ser eliminado por eles no processo. Nenhum dos outros dragões tem poder para fazer qualquer que seja dos desejos. O mais indicado é o primeiro, pois o segundo tem muitas brechas para erro, mas se eles chegarem ao outro mundo, eles vão desaparecer da existência.

(Niko) – Mas como deixamos uma criatura que se regenera mais rápido do que o ki queima em um estado de inconsciência?

(Master) – Ki não é muito útil contra eles, mas ataques corpo-a-corpo têm mais eficácia, se puderem arrebentar o cérebro deles completamente, o momento de hesitação em que o cérebro é reconstruído é o suficiente para tornar eles mortais e eliminarem eles. Vocês têm 3 chances por vez que chamarem Sheng Long. O intervalo entre uma chamada e outra é grande e pode ser catastrófico. Vocês devem deter o filho de Slave antes que ele liberte mais imortais, se mais que três forem liberados não existe escapatória ou chance.

(Yuki) – Master, você fala dos imortais como se fossem coisas ruins…

(Master) – Eles são. Qualquer coisa que não pode morrer é um risco iminente para o universo. Algo que pode reter ki por toda a eternidade uma hora ou outra vai perder o controle e, se houver energia o bastante, pode causar uma explosão de energia que além de destruir toda a matéria conhecida pode ativar uma reação em cadeia que destrua a dimensão do universo e leve com ela todas as grandes dimensões e as dimensões auxiliares. Meu tempo acabou. Impeçam o filho de S…

Master desapareceu e os guerreiros Z ficaram ali, parados, completamente tontos e sem idéia do que fazer.

Todos os presentes sentiram uma imensa falta de Goku, Vegeta e Gohan.

 

Serão os guerreiros Z capazes de deter o mal que se aproxima da Terra sem a ajuda de Goku, Vegeta ou Gohan? Eles conseguirão deter o Imortal Seraphium? E o mais importante, eles serão capazes de deter o filho de Slave antes que ele liberte mais imortais e se torne um deles?

Não percam o próximo episodio de DragonBall BTU v2: “O Novo Treinamento”.

Anúncios

4 Respostas to “Episódio 106: O Aviso do Fim do Mundo”

  1. rodri79 said

    como e k inventas isso tudo??

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: